MEI: riscos ou oportunidades?

In News, Últimas Notícias by Gabriela

Em 2019, o Brasil ultrapassou a marca de 8 milhões de Microempreendedores Individuais (MEI). Os dados são do Portal do Empreendedor, e demonstram o grande potencial desta categoria, especialmente em momentos de crise econômica, quando empreender passa a ser a solução dos problemas de muitos desempregados. Por outro lado, muitas vezes os processos financeiros e contábeis são novidades para ele, que se vê desamparado e precisa de ajuda para concretizar o crescimento do negócio.

Você já deve ter ouvido que o MEI não é obrigado a contratar um contador ou a manter a contabilidade formal. E isso é verdade. Mas você, Contador, pode demonstrar o diferencial do seu trabalho e oferecer diversos serviços. Confira algumas possibilidades:

Abertura do MEI: começando pelo básico, esta acaba sendo uma boa maneira para chamar a atenção do potencial cliente. A abertura do MEI é extremamente simples e pode ser feita totalmente online, no Portal do Empreendedor. Ofereça este serviço como uma porta de entrada.

Relatórios das Receitas Brutas e Declaração Anual Simplificada: apesar de parecer simples, um dos maiores erros do MEI é no preenchimento e envio das declarações. O Relatório Mensal das Receitas Brutas objetiva manter o controle sobre o faturamento e é fundamental para manter a organização e não ultrapassar o limite de R$81 mil anual. Outro trâmite é o envio da Declaração Anual Simplificada (DASN-SIMEI), momento em que todos os relatórios devem apontar o faturamento total. Oferecer este controle para o microempreendedor ressaltando o que acontece caso ele ultrapasse o limite de faturamento é um serviço simples, mas que pode poupar muita dor de cabeça.

 Apoio na contratação de funcionário: com a possibilidade de contratar um funcionário, os MEIs tiveram que recorrer aos contadores, pois este é um processo que gera muitas dúvidas, pois é o mesmo da contratação de empresas de maior porte. É importante que você deixe claro que o MEI passa a ter todas as obrigações: recolher a guia do FGTS, administrar a folha de pagamento e seguir todas as normas da CLT. A oportunidade perfeita para você demonstrar o valor do seu serviço contábil.

Consultoria para crescimento: em nossa opinião, a possibilidade mais interessante para o Contador adentrar no nicho de MEIs: a oferta de consultorias para o crescimento. Através de relatórios simples, é possível apresentar um diagnóstico do negócio e prospectar as possibilidades de crescimento.

E, quando o MEI cresce, a tendência é ultrapassar o teto de faturamento e passar para novo enquadramento jurídico rapidamente. Você, Contador, será o responsável por fazer esta migração. Depois, começará a ofertar um pacote de serviços mais completo. Afinal, a Contabilidade passa a ser obrigatória, e você já tem a total confiança do empreendedor.

A saúde financeira da empresa passa necessariamente por uma boa organização contábil. E com o Microempreendedor Individual, isso não é diferente!